terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Ponto. Final?

Às poucas coisas que ficaram
acrescentei o que não existia.
Apaguei todas as palavras da memória
e de quebra, as entrelinhas.
Enfim, coloquei um ponto
onde a vírgula persistia.

(VaneideDelmiro)

Um comentário:

Polly disse...

"As poucas coisas que ficaram
acrescentei ao que não existia (...)"
A fotografia desbotada, mas que a gente enfeita, relembra, inventa, coloca cor e sabor... A lembrança que perdura, e mesmo que dura, e mesmo que ponto. persiste,

Obrigada pela visita em meu blog.
Apareça sempre que der, porque eu já me sinto convidada a pa(lavrar) com você!
Beijo

www.pollyfonica.blogspot.com