quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Entre o bem e o mal

Quis, nem bem o sol raiou,
fazer tudo diferente...

Crente, acreditou.

Mas mal a noite chegou,
o desejo de tão frágil passou.

(VaneideDelmiro)


No sertão as cidades esperam o dia em que o asfalto chegar...
(Sá e Guarabyra, Tabuleiro)

5 comentários:

Anônimo disse...

É DOCE SUAS ESCRITAS,SEMPRE COM GOSTINHO DE QUERO MAIS...TE AMO...

Eunice Boreau disse...

desejo
frágil
desprendido
fôlego

Eunice Boreau disse...

seu território é encantador e ilimitado

Anônimo disse...

As vezes me pergunto: Será q essas duas forças podem conviver separadas? Acredito q a minha humanidade é muito miúda para tão complexa resposta.
Então quando começo a pensar nesses sentimentos vejo quanto tempo se passou e que não obtive resposta alguma as minhas observações...
Como sempre vc se supera a cada postagem. Texto bem reflexivo.

Abraços,
Marcelo Cavalcanti

Carla disse...

ah, essas vontades!