domingo, 11 de janeiro de 2009

Irmanasse


(Detalhe dA Criação de Adão /
Arte: Michelangelo)



À MD.

Sem ser pássaro
soube da asa,
partida.

Distante do mar,
agitou-se
qual ondas intranquilas.

Feito noite
refletiu a escuridão,
ao clarão do meio-dia.

Não sendo o outro
irmanou-se, corpo-e-alma,
a dor sofrida.

(VaneideDelmiro)



"Que noite mais funda calunga
No porão de um navio negreiro
Que viagem mais longa candonga
Ouvindo o batuque das ondas
Compasso de um coração de pássaro
No fundo do cativeiro
(...)
Dor é o lugar mais fundo
É o umbigo do mundo
É o fundo do mar"

(Yá Yá Massemba - Roberto Mendes / Capinam)

Um comentário:

Marcelo Grillo disse...

Bom, muito bom.
Abraço!